O que é blockchain?
Home > O que é blockchain?
Gabriel Katsumi Miaki
ago 19, 2022 7 mins read

O que é blockchain?

Blockchain é uma tecnologia relativamente nova que só foi colocada propriamente em uso em 2008. Inicialmente era empregada para dar suporte ao Bitcoin – a primeira criptomoeda – e a outros projetos similares. Mais de uma década depois, a tecnologia blockchain revelou uma ampla gama de aplicações, em setores como finanças descentralizadas (DeFi), áreas da saúde e medicina, logística e muitos outros.

Blockchain é um tipo de tecnologia de registro distribuído (Digital Ledger Technology; DLT) descentralizada compartilhada entre uma grande rede de computadores ou “nós” (nodes). O entendimento básico da tecnologia blockchain pode ser incrivelmente útil para qualquer recém-chegado, pois esta tecnologia é fundamental para criptomoedas, tokens não fungíveis (NFTs) e o mudo web3.

O que é a tecnologia blockchain?

Blockchain é essencialmente uma database distribuída compartilhada entre todos os computadores ou nós de uma rede. É utilizada para armazenar informações eletronicamente de forma permanente, a exemplo de transações de criptomoedas. Os dados são armazenados em blocos, cada um deles ligados entre si, e a uma cadeia protegida por criptografia. Esses dados não podem ser editados ou excluídos depois de gravados.

Um dos elementos chave da blockchain é que ela é descentralizada. Ao compartilhar o banco de dados entre um grande número de computadores, nenhuma entidade específica tem o controle. Isso não só garante a confiabilidade, mas também a validez de todos os dados contidos na blockchain, tornando a rede mais segura. Diferentemente de uma rede centralizada, como as utilizadas por bancos convencionais e outras instituições financeiras, não existe um sistema único que possa ser alvo de cibercrimes.

Blockchains utilizam mecanismos de consenso – como, Prova de Trabalho (PoW, do inglês proof-of-work) e Prova de Participação (PoS, do inglês proof-of-stake) – que devem ser acordados entre partes desconhecidas e são mantidos pela comunidade.

Você pode se interessar por: O que é Proof-of-Work?

O que é um bloco na blockchain?

Blockchain é um substantivo composto formado pelas palavras “bloco” e “corrente”. Blocos são utilizados para armazenar certas informações, como uma série de transações de criptomoedas, após sua validação pela rede. Quando um bloco está cheio, ele é fechado e adicionado à cadeia para criar um banco de dados completo e permanente – como um livro-razão de transações.

Qual é o objetivo principal de uma blockchain?

Blockchains tem vários objetivos, que podem variar dependendo de como uma blockchain está sendo usada. No entanto, alguns dos objetivos comuns para quase todas as blockchains são:

  1. Descentralização
    Os dados armazenados em uma blockchain não são controlados ou mantidos por uma única entidade. Todos na rede desempenham um papel na atualização do banco de dados e, uma vez que um bloco é fechado, ele não pode ser alterado ou excluído de forma alguma. Isso ajuda a garantir outro objetivo de blockchain, que é…
  1. Permanência
    Como os dados da blockchain não podem ser alterados ou destruídos, e a própria blockchain não pode ser interrompida ou desligada, os dados registrados são permanentes. A cadeia é protegida por criptografia e, como uma possível alteração em qualquer bloco afetaria toda a cadeia, é praticamente impossível que as informações sejam adulteradas de alguma forma.
  1. Transparência
    Muitos pensam no comércio de criptomoedas como uma atividade completamente anônima, mas isso é apenas parcialmente verdade. Embora existam maneiras de ocultar sua identidade o máximo possível, você não pode ocultar uma transação de criptomoeda. Blockchains são completamente transparentes, o que significa que é possível para qualquer pessoa ver uma transação. Isso ajuda a evitar a manipulação.

Como funciona uma blockchain?

A maneira mais simples de entender como funciona uma blockchain é imaginá-la como um grande banco de dados, exceto que em vez de ser armazenado em um único computador ou servidor, o banco de dados é distribuído entre um grande número de computadores ou “nós”. Um nó é outro nome para um dispositivo de processamento, como um computador, que faz parte da blockchain.

O banco de dados distribuído é composto por blocos individuais, cada um deles contém um fragmento dos dados da blockchain, um carimbo de data/hora digital, seu próprio hash criptográfico e um hash do bloco anterior. Hash é essencialmente uma longa sequência de dígitos exclusivos que identificam o bloco e seu conteúdo – como uma impressão digital.

São esses hashes exclusivos que encadeiam cada bloco para formar a blockchain. Se os dados dentro de um único bloco forem alterados, seu hash também será alterado, o que significa que os blocos subsequentes não serão mais reconhecidos pelo restante da cadeia. Portanto, se um invasor quisesse alterar um único bloco, também teria que alterar todos os blocos que o seguem.

Isso é quase impossível, uma vez que esses blocos são distribuídos por toda a rede, e toda a rede precisa concordar que esses blocos são válidos. Além disso, graças a mecanismos como a Prova de Trabalho (PoW), é preciso uma quantidade substancial de tempo e potência de computação para o processamento de um único bloco, quanto mais centenas ou milhares deles.

O tipo de informação que cada bloco contém depende do uso da blockchain. O uso mais comum para blockchains hoje ainda é a criptomoeda e, nesse caso, os blocos são usados ​​para armazenar dados da transação, como informações de remetente e recebimento, quantidade de moedas transferidas e hora e data em que a transação ocorreu.

O processo de preenchimento, validação e adição de um bloco à cadeia é chamado de “mineração”. Em muitos casos, os mineradores são recompensados ​​por seus esforços com tokens de criptomoeda, o que ajuda a garantir a presença constante de participantes dispostos a contribuir para a blockchain.

Você pode se interessar por: O que é ‘proof-of-stake’?

Qual é a aplicabilidade da blockchain?

Embora o comércio de criptomoedas ainda seja o maior uso da tecnologia blockchain, outras indústrias descobriram novos usos para ela. Alguns dos maiores incluem:

  1. Contratos inteligentes
    A tecnologia Blockchain permite contratos inteligentes, que são essencialmente aplicações automatizadas que são executadas quando certas condições são atendidas. Normalmente é utilizado ​​para executar um acordo entre duas partes automaticamente e, como não é necessário nenhum intermediário, são instantâneos e baratos.

Os contratos inteligentes também são completamente transparentes, então qualquer pessoa pode examinar seu código na blockchain e descobrir exatamente como eles funcionam. 

  1. Compartilhando economias
    Blockchains agora estão sendo usadas ​​para permitir que compradores e vendedores, ou credores e mutuários, interajam diretamente ao fazer negócios. O OpenBazaar é um desses aplicativos que permite aos usuários comprar e vender mercadorias sem intermediário, como Amazon ou eBay.
  1. Arrecadação de fundos e instituições de caridade
    A transparência total torna as blockchains ideais para arrecadação de fundos e instituições de caridade, pois todas as partes podem ver exatamente para onde seu dinheiro está indo. E mais uma vez, não há intermediários para pagar.
  1. Bancos de dados governamentais
    Alguns governos agora estão usando bancos de dados blockchain pela transparência, facilitando o acesso de agências governamentais a informações críticas sem comprometer a segurança.
  1. Armazenamento de dados
    A tecnologia Blockchain também permite sistemas de armazenamento de dados seguros e descentralizados em outras áreas.
  1. Gerenciamento de identidade
    Os livros da blockchain oferecem um método mais abrangente de verificar a identidade de alguém, e a tecnologia está sendo cada vez mais usada para digitalizar e proteger documentos para interações online.

Referências

Perguntas Frequentes

Blockchain ledger (livro – razão) é essencialmente um banco de dados de transações de criptomoedas que é distribuído entre uma rede de computadores ou nós. Graças à criptografia e descentralização, é mais seguro do que os bancos de dados convencionais e centralizados.

Um contrato inteligente é um aplicativo executado na blockchain, geralmente para facilitar as transações entre várias partes. Os contratos inteligentes são automatizados e executados automaticamente quando determinadas condições são atendidas, o que significa que não exigem intermediários ou terceiros.

A descentralização significa que não há uma entidade central ou única no controle da blockchain. Blockchains por sua própria natureza são distribuídas entre um grande número de computadores ou “nós”, que contribuem para manter o blockchain atualizado. Eles não são governados por ninguém.

Acredite ou não, a tecnologia blockchain foi introduzida pela primeira vez em 1991, quando Stuart Haber e W. Scott Stometta revelaram um sistema descentralizado para autenticar documentos digitais. No entanto, a tecnologia não decolou na época. Somente quando “Satoshi Nakamoto” criou o conceito de Bitcoin, em 2008, que uma blockchain foi colocada propriamente em uso.

Nakamoto baseou-se em conceitos desenvolvidos pela primeira vez por Hal Finney (Harold Thomas Finney II), um ativista de criptomoedas, que introduziu um sistema de reutilização da Prova de Trabalho (RPoW, do inglês Reusable Proof-of-Work) em 2004.

A tecnologia Blockchain tem possibilidades quase ilimitadas e, embora o uso mais comum ainda seja a criptomoeda, as blockchains vêm aparecendo com frequência em outras áreas com o passar dos anos. Hoje, a tecnologia blockchain pode ser encontrada nas áreas de saúde e medicina, logística, pesquisa, setor financeiro e em muitos outros campos.

Was this article helpful?
YesNo

Ainda tem alguma dúvida? Pergunte no nosso Discord

Compartilhe esse Artigo:

Sobre o autor

Gabriel Katsumi Miaki
Community Manager
Brazil
Entusiasta de Blockchain, Investidor no mercado de Cripto, Tradutor interno da AAG. Cuidando de nossos membros da comunidade brasileira e moderador do Discord da AAG.

Aviso Legal

Esse artigo foi feito para divulgar informações gerais para ajudar a educar um segmento amplo do público; não deve servir como informações de investimento, legais, ou como qualquer outro tipo de recomendação profissional ou empresarial. Antes de tomar quaisquer ações, você deve sempre consultar seu próprio profissional legal de finanças, de imposto, de investimento ou qualquer profissional que possa dar recomendações em assuntos que afetem a você e seu negócio.

Explore Web3 & Metaverses intuitively with Saakuru®

Seja o primeiro a receber notícias

Seja o primeiro a receber a newsletter sobre nossa empresa, com atualização de produtos e de mercado.

🍪
We use cookies to make your experience better. Learn more: Privacy Policy
Accept

Explore Web3 & Metaverses intuitively with MetaOne®

Download now
Download Saakuru